Home   Atividades e Serviços   Informática

Informática

O que é

As necessidades educativas especiais foram, ao longo de décadas, alvo de alguma subjectividade, nomeadamente no que dizia respeito à sua definição. Contudo, desde 1994 na Declaração de Salamanca, que foi adoptado o conceito de Necessidades Educativas Especiais como aquele que abrange todas as crianças e jovens cujas necessidades se relacionem com deficiências ou dificuldades educativas.

Este conceito abrange ainda:

As crianças deficientes, sobredotadas, crianças de rua ou que trabalham, crianças de populações remotas ou nómadas crianças de minorias étnicas ou culturais e crianças de áreas ou grupos desfavorecidos, ou marginais. As escolas deverão, sendo assim, de encontrar formas de educar com sucesso estas crianças, incluindo aquelas que apresentam incapacidades graves.

Tendo este conceito em mente e, de acordo com a Nossa realidade, cada vez mais baseada em crianças com dificuldades mentais e motoras consideráveis, avaliou-se a implementação deste projecto com o intuito de desenvolver e facilitar a capacidade de comunicação entre o grupo e aumentar a interacção, captar a atenção, tornar o trabalho mais prático e atractivo, facilitar a aplicação de conhecimentos através da realização de exercícios práticos e, desenvolver competências ao nível do raciocínio lógico-matemático.

Smartboard

Consideramos, por isso, que o quadro interactivo e a sala de informática, bem como o software apropriado e adaptado, permite uma dinâmica interactiva em diversos contextos, estando a ser principalmente utilizado em contexto educativo. A tecnologia Smart pressupõe a utilização do devido quadro interactivo, de um computador e de um projector. Após a instalação destas três componentes, damos início à utilização do Smart Board, em que poderemos efectuar todas as operações que efectuaríamos no próprio computador. O toque do dedo no quadro interactivo adquire as mesmas funcionalidades que o rato no computador. A sua utilização traz inúmeros benefícios ao processo de ensino e aprendizagem, dada a sua interactividade.

O Smart Board funciona através do toque, como se de um rato se tratasse. Para os alunos com alguns tipos específicos de necessidades educativas especiais, esta funcionalidade estimula o movimento, diminui a sensibilidade ao toque e à textura (problema que por vezes se levantava com o quadro preto e o respectivo giz), bem como permite uma maior visibilidade de tudo o se encontra no quadro interactivo.

 A metodologia implementada passa pela apresentação e leitura de histórias ilustradas, realização de exercícios práticos e jogos didácticos, participação física e prática em todas as aulas e exercícios, associação de imagens/cores/sons com as figuras dadas.

O nosso projecto foi implementado com um quadro interactivo e quatro computadores, bem como, com a implementação de computadores espalhados por várias salas, que disponibilizam um método vantajoso para os alunos, dado que lhes permite desenvolver as suas competências, bem como estimular as aprendizagens, tendo sempre em conta as suas necessidades individuais.

 

Benefícios

De acordo com estudos no âmbito da utilização do Smart Board em contexto educativo, o quadro interactivo promove o sucesso escolar, através do aumento da concentração e atenção, motivação, participação e comunicação interpessoal, incrementando competências essenciais ao desenvolvimento socioemocional, académico e pessoal.

 Pretendemos que o seu uso promova a motivação, aumente os níveis de participação e concentração, fomente o desenvolvimento de competências, a aquisição de novos conhecimentos e reduza os níveis de ansiedade.

A titulo de exemplo, poderemos referir que uma boa parte dos nossos alunos têm dificuldade motora no que concerne a escrita, bem como, ao nível da observação ou imaginação de material a 2 e 3 dimensões. Estas são situações perfeitamente ultrapassáveis com a utilização destes programas. A utilização interactiva do Smart Board permite que os alunos se sintam mais motivados para participar nas actividades, mais seguros das suas intervenções, o que contribuirá para o aumento da sua auto-estima. Os alunos sentem-se mais motivados a participar, devido ao facto de se tratar de uma nova tecnologia.